Contenido principal del artículo

Eline Silva Rodrigues
IBC- MEC - Brasil IE - Uminho- Braga- Portugal
Brasil
http://orcid.org/0000-0001-5116-5305
Anabela Cruz-Santos
Departamento de Psicologia da Educação e Educação Especial do Instituto de Educação, CIEd, Universidade do Minho
Portugal
http://orcid.org/0000-0002-9985-8466
Jáima Pinheiro Oliveria
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Unesp, Marília, SP,
Brasil
http://orcid.org/0000-0002-0156-3804
Vol. Extr., núm. 11 (2017) - XIV CIG-PP, XIV Congreso Psicopedagogía. Área 11: NECESIDADES EDUCATIVAS ESPECIALES, páginas 168-172
DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2017.0.11.2686
Enviado: jul 15, 2017 Aceptado: dic 13, 2017 Publicado: dic 17, 2017
Derechos de autoría Cómo citar

Resumen

Este artigo apresenta resultados preliminares de um estudo piloto cujo objetivo geral foi adaptar as Provas de Fonologia, Vocabulário e Pragmática do ABFW Teste de Linguagem Infantil para verificar sua aplicabilidade e eficácia na avaliação em crianças cegas e com baixa visão na faixa etária dos 3 aos 7 anos, no Estado do Rio de Janeiro. Conclui-se que a versão adaptada do ABFW possibilita a avaliação da linguagem em crianças com deficiência visual, tendo sido eficaz em termos de acessibilidade para essa população. Serão apresentadas as adaptações realizadas nas provas para a deficiência visual.

Detalles del artículo

Referencias

Andrade, C. R. F.; Béfi-Lopes, D. M.; Fernandes, F. D. M.; Wertzner, W. H. (2011). ABFW: Teste de linguagem infantil nas áreas de Fonologia, Vocabulário, Fluência e Pragmática. (2a ed. rev, ampl. e atual.). Barueri (SP):Pró–Fono.

Allman, C. (2009). Making Tests Accessible for Students with Visual Impairments: A Guide for Test Publishers, Test Developers, and State Assessment Personnel. (4th edition.) Louisville, KY: American Printing House for the Blind.

Bishop, V.E. (1998). Infants and toddlers with visual impairment. Texas School for the Blind and Visually Impaired. Recuperado de http://www.tsbvi.edu/infant-intro

Mosca, R., Kritzinger, A., & van der Linde, J. (2015). Language and communication development in preschool children with visual impairment: A systematic review. South African Journal Of Communication Disorders, 62(1), 10 pages. doi:10.4102/sajcd.v62i1.119

Mcconachie, H.R. & Moore, V.(1994). Early expressive language of severely visually impaired children. Developmental Medicine & Child Neurology, v. 36, n. 3, (pp. 230-240).

Pérez-Pereira,M. (2014). Contrasting views on the pragmatic abilities of blind children. Enfance, 2014, (pp 73-88.) doi:10.4074/S0013754514001062.

Rigolet, S. A. (2006). Para uma aquisição precoce e optimizada da linguagem: Lin