Contenido principal del artículo

Andréa Andriola Valim
Brasil
Biografía
Gladis Falavigna
Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UERGS
Brasil
Biografía
Vol. Extr., núm. 11 (2017) - XIV CIG-PP, XIV Congreso Psicopedagogía. Área 11: NECESIDADES EDUCATIVAS ESPECIALES, páginas 279-283
DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2017.0.11.3028
Enviado: sep 15, 2017 Aceptado: dic 13, 2017 Publicado: dic 17, 2017
Derechos de autoría Cómo citar

Resumen

Este artigo apresenta a utilização dos jogos interativos como recursos educativos para o desenvolvimento de alunos com deficiência.  Conclui-se que é possível obtermos resultados favoráveis com alunos com deficiência múltipla, explorando o potencial dos recursos tecnológicos e dos jogos interativos. Evidenciaram-se avanços no desenvolvimento cognitivo, de percepção visual e tátil, de concentração, nas atividades do cotidiano em que se focou, na coordenação motora, na autoestima e na autoconfiança.

Detalles del artículo

Referencias

Almeida, P. N. (2000). Educação Lúdica: Técnicas e Jogos Pedagógicos. São Paulo: Edições Loyola.

Brasil (2010) Marcos Políticos-Legais da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC/ SEE.

Coutinho. C. P. (2013). Metodologia de investigação em ciências sociais e humanas: teoria e prática. Coimbra: Almedina.

Falavigna, G. (2009). Inovações centradas na multimídia: repercussões no processo ensino-aprendizagem. Porto Alegre: EdiPUCRS.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas

Giroto, R. C. M., Poker, R. B.&. Omote, S. (org.). (2012). As tecbikiguas nas práticas pedagógicas inclusivas.São Paulo. Cultura Acadêmica. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Publicacoes/as-tecnologias-nas-praticas_e-book.pdf Acesso em 27 de maio de 2015.

Osório, A. J. (2011). Tecnologias de informação e comunicação e educação inclusiva de todas as crianças. Caderno 6 – Acessibilidade de recursos educativos digitais. Lisboa. Disponível em http://www.crie.min-edu.pt/files/@crie/1328784914_s6_tic_educ_inclusiva_ajosorio.pdf Acesso em 03 de outubro de 2015.

Siluk, A. C. P. (2012). Atendimento educacional especializado: contribuições para a prática pedagógica. Santa Maria: UFSM, Centro de Educação, Laboratório de Pesquisa e documentação.

UNESCO. (1990). Declaração Mundial sobre Educação para Todos: plano de ação para satisfazer as necessidades básicas de aprendizagem. Jomtiem/Tailândia.

Vygotsky, L. S. (1991). A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes

Zabalza, M. A. (2004). Diários de aula: um instrumento de pesquisa e desenvolvimento profissional. Porto Alegre: Artmed