Contenido principal del artículo

Benjamim Mutema Macuacua
SECED - Organização para Saúde, Educação e Cultura para o Desenvolvimento
Mozambique
Biografía
Matilde Muocha
Vol. Extr., núm. 11 (2015) - XIII CIG-PP, XIII Congreso Internacional G-P de Psicopedagogía. Área 11: NECESIDADES EDUCATIVAS ESPECIALES, páginas 064-067
DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2015.0.11.380
Enviado: may 2, 2015 Aceptado: ago 19, 2015 Publicado: dic 11, 2015
Derechos de autoría Cómo citar

Resumen

A Cidade de Maputo, em Moçambique, é um espaço de várias confluências sociais e de troca de saberes culturais e artísticos diversos. A cidade de Maputo conta com cerca de 100 espaços de interação histórico cultural, dentre eles museus, monumentos históricos, salas de cinema, centro culturais, lugares de culto, os quais constituem fontes de produção e troca de conhecimentos na sua maioria, transmitidos de forma autodidata e informal. Todavia, estes locais de interesse histórico cultural se caracteriza com dificuldades para o acesso de qualquer pessoa, independentemente das suas especificidades físicas. Este ensaio tem em vista fazer uma reflexão em torno da problemática da educação inclusiva em Moçambique e do acesso a locais e conteúdos de interesse histórico cultural na Cidade de Maputo por pessoas com deficiência física e de outra natureza, bem como pessoas com necessidades educativas especiais. Em torno deste objetivo, existe a necessidade de compreender que acções são desenvolvidas e como são coordenadas as intervenções da sociedade civil e do governo através das instituições que tutelam a educação no pais , para a mudança que se pretende na abordagem da educação inclusiva e da acessibilidade a locais públicos, particularmente os de interesse histórico cultural. EM Maputo, Moçambique, é ainda escassa a implementação do principio de educação para todos, baseado nas deliberações da conferência de Salamanca, Espanha. É igualmente invisível, a implementação da declaração sobre os direitos das pessoas com deficiência que reafirma, sobretudo, a sua fé nos direitos humanos, nas liberdades fundamentais e nos princípios de paz, de dignidade e valor da pessoa humana e de justiça social proclamada na carta.  O estudo subjacente a este ensaio foi produzido a partir de uma metodologia qualitativa que combina pesquisa de campo com pesquisa documental em volta das necessidades educativas especiais, educação informal e acesso a locais de interesse histórico cultural.

Detalles del artículo