A participação dos alunos nos projetos de melhoria das escolas

  • Bianca Mota de Moraes Universidade do Porto
  • Ana Mouraz Universidade do Porto
  • Ariana Cosme Universidade do Porto

Resumen

Procuramos aqui abordar a importância da participação dos alunos para a melhoria das escolas. O aumento da escolaridade obrigatória e a universalização do seu acesso, em Portugal,  abrem novos desafíos à discussão sobre a voz dos alunos acerca da sua experiencia e participação na vida escolar Quais os meios que promovem a participação dos estudantes na vida da escola? Nesta linha de raciocínio pesquisamos o Orçamento Participativo das Escolas, instituído no iní

Referencias

Caramelo, João. Terrasêca, Manuela. Kruppa, Sônia Maria Portella (2015). A autoavaliação pode fazer diferença na qualidade da educação: Conversando com John MacBeath (entrevista). Educação e Pesquisa, v.

(n.especial), dez, (pp. 1601-1615). Retirado de: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-970220154100002

Cortesão, Luiza (Coord.) (2012). Discutindo autonomia relativa com professores: A indisciplina como (contra)argumento. Porto: Livpsic Legis Editora.

Dewey, John (2007). Democracia e Educação. Lisboa: Didáctica Editora.

Freire, Paulo (2009). Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo (Br): Editora Paz e Terra.

Goulart, Beatriz (2017). Protagonizar juntos: A escola como casa comum. In Lovato, Antônio. Yrula, Carolina Prestes. Franzim, Raquel (Orgs.). Protagonismo: A potência de ação da comunidade escolar (pp. 46-51). São Paulo: Ashoka/Alana.

Pasquali, Carolina (2017). Dá para ser protagonista só de vez em quando? In Lovato, Antônio. Yrula, Carolina Prestes. Franzim, Raquel (Orgs.). Protagonismo: A potência de ação da comunidade escolar (pp. 52-57). São Paulo: Ashoka/Alana.

Menezes, Isabel. Ferreira, Pedro (2014). Cidadania participatória no cotidiano escolar: a vez e a voz das crianças e dos jovens. Educar em Revista, n° 53, jul./set., pp. 131-147. Retirado de: http://www.scielo.br/pdf/er/n53/09.pdf

Nóvoa, António (1988). A formação tem de passar por aqui: As histórias de vida do Projeto PROSALUS. In Nóva, António & Finger, Matthias (Orgs.), O método (auto)biográfico e a formação (pp.107-130). Lisboa: DRH/Ministério da Saúde e Centro de Formação e Aperfeiçoamento Profissional.

Pacheco, José. Pacheco, Maria de Fátima (2013). A Escola da Ponte sob múltiplos olhares: Palavras de educadores, alunos e pais. Porto Alegre: Penso Editora. Pedro, Ana Paula. Pereira, Caridade Maria A. Lima. (2010). Participação escolar: representações dos alunos do 3º ciclo de Aveiro (Portugal). Educação e Pesquisa, Vol. 36, n°3, set./dez. (pp. 747-762). Retirado de: http://www.scielo.br/pdf/ep/v36n3/v36n3a07.pdf Pereira, Fátima. Mouraz, Ana. Figueiredo, Carla. (2013).

Student Participation in School Life: The “Student Voice” and Mitigated Democracy. Croatian Journal of Education. Vol. 16, n° 4/2014, (pp. 935-975). Retirado de: http://hrcak.srce.hr/index.php?show=clanak&id_clana k_jezik=196318〈=en

Perrenoud, Philippe (2005). Escola e Cidadania: O papel da escola na formação para a democracia. São Paulo (Br): Artmed Editora.

Seiça, Aline Bernardes (2016). Labirintos da Justiça na Escola. Santo Tirso: De Facto Editores.

Singer, Helena (2010). República de Crianças: Sobre experiências escolares de resistência. Campinas (Br): Mercado de Letras Edições.

Stoer, Stephen R. Magalhães, António (2005). A Diferença Somos Nós: A Gestão da Mudança Social e as Políticas Educativas e Sociais. Porto: Edições Afrontamento.

Trindade, Rui (2012). A ação educativa como um empreendimento ético: Uma reflexão que se quer mais urgente do que apressada. In Garcia, Joe & Trindade, Rui (orgs.), Ética e Educação: Questões e reflexões (pp. 23-84). Rio de Janeiro: Wak Editora.

Publicados
2017-12-15
Cómo citar
Moraes, B., Mouraz, A., & Cosme, A. (2017). A participação dos alunos nos projetos de melhoria das escolas. Revista De Estudios E Investigación En Psicología Y Educación, (05), 316-321. https://doi.org/10.17979/reipe.2017.0.05.2824
Sección
XIV Congreso Psicopedagogía. Área 5: FAMILIA, ESCUELA Y COMUNIDAD