A aprendizagem da escrita de textos com o Self-Regulated Strategy Development (SRSD)

Sara Ferreira, Maria Prata, Isabel Festas, Maria Helena Damião

Resumen


Sendo considerada uma tarefa complexa, não é de todo surpreendente que os alunos portugueses manifestem dificuldades na aquisição e domínio da composição escrita de textos que, aliás, têm sido evidenciadas em estudos nacionais e internacionais. Com o intuito de ajudar a ultrapassar esta lacuna, investigações na área verificaram os benefícios da instrução explícita desta tarefa. O Self-Regulated Strategy Development (SRSD) é um modelo de instrução de estratégias de escrita e de autorregulação, cuja eficácia tem sido amplamente comprovada. Neste trabalho, apresenta-se o estudo quase experimental O ensino da escrita através do Programa de Desenvolvimento de Estratégias de Autorregulação (SRSD) (SFRH/BD/84392/2012) que tem como objetivos principais adaptar as estratégias do SRSD referentes à planificação e composição escrita do ensaio de opinião e do texto expositivo, e verificar os efeitos da sua instrução em alunos do 8.º ano de escolaridade. Sendo este domínio uma competência transversal a todo o currículo, pretendemos ainda verificar a eficácia do ensino de estratégias de escrita e de autorregulação na composição de textos e no desempenho escolar geral dos alunos. Este estudo, com pré-teste, pós-teste e follow-up, decorreu durante o ano letivo de 2013-2014, em duas escolas do ensino básico do concelho de Coimbra, correspondendo uma delas ao grupo experimental e a outra ao de controlo. Desenvolveram-se dois programas diferentes de ensino da composição escrita, efetivados em 12 sessões, de 45 minutos cada, nas aulas de Português, tendo sido lecionados pelas professoras desta disciplina. O grupo experimental aprendeu as estratégias de composição escrita do texto expositivo do SRSD, as quais foram previamente adaptadas para a língua e contexto portugueses. No grupo de controlo foram ensinadas as estratégias para a composição escrita do ensaio de opinião que tinham sido testadas no âmbito de um projeto anterior (“Ensino de Estratégias de Escrita” /PTDC/CPE-CED/102010/2008). As lições dos dois programas tiveram por base mnemónicas, próprias para cada tipologia textual. Através daquelas, foram ensinadas de forma explícita, aos alunos, a estrutura dos textos, os diferentes processos inerentes à sua redação e estratégias de autorregulação. As professoras participantes do estudo realizaram uma oficina de formação, com a duração de 50 horas, ao longo de todo o ano letivo. Estando a decorrer a fase de análise de dados, pretendemos, à data do encontro, apresentar os primeiros resultados.

Palabras clave


autorregulação da aprendizagem; ensino da escrita; Self-Regulated Strategy Development (SRSD); tipologias textuais

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2015.0.01.930

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Licencia Creative Commons

Esta revista es continuación de: Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxía e Educación (1997-2013) - ISSN: 1138-1663.