Contido principal do artigo

Ivânia Miranda Cavalcante
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso IFMT - Campus Jaciara
Brasil
Biografía
Roselaine r Ten Caten Pipe
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso IFMT - Campus Jaciara
Brasil
Biografía
Giseli Dalla Nora
Universidade Federal de Mato Grosso
Brasil
https://orcid.org/0000-0002-8890-7832
Biografía
Vol. 27 Núm. 2 (2020), Traxectorias e retos, páxinas 51-68
DOI https://doi.org/10.17979/ams.2020.27.2.7627
Enviado: Mar 6, 2021 Publicado: May 10, 2021
Copyright Como citar

Resumo

O rápido crecemento da cidade de Cuiabá, de forma non planificada, xerou diferentes tipos de desequilibrio e impactos ambientais. Parque Massairo Okamura é unha Unidade de Conservación que se pode utilizar como proposta educativa para traballar en educación ambiental, na formación de futuros ciudadás conscientes, en educación aplicada, comprensión do espazo no que viven e a relación sociedade / natureza. O presente traballo ten como obxectivo propor un roteiro para o uso do Parque Massairo Okamura como instrumento pedagóxico de educación ambiental, por medio de rotas de campo para traballar a interdisciplinaridade, dando a oportunidade ao alumno do contato direto co medio ambiente e unha mellor comprensión do contido expuesto na aula. Coa metodoloxía cualitativa e as visitas de campo, se suxire, aquí, un guión de saída de campo con aproximadamente nove paradas de observación para abordar temas relacionados coa educación ambiental e a interdisciplinariedad.e En este contexto,  obsérvase que dicto parque pode ser utilizado como unha importante ferramenta educativa para a educación ambiental.

Detalles do artigo

Citas

Arruda, J. L. de. (2008). Avifauna, mastofauna e reptilia do Parque Estadual Massairo Okamura, Cuiabá, MT. Estudos de Biologia, v. 30, n. 70/72.

Campos, C. R. P. (2012). A saída a campo como estratégia de ensino de Ciências. Revista Eletrônica Sala de Aula em Foco, v. 1, n. 02, p. 25-30.

Constantino, R. (1999). Chave ilustrada para identificação dos gêneros de cupins (Insecta: Isoptera) que ocorrem no Brasil. Papéis avulsos de Zoologia, v. 40, n. 25, p. 387-448.

Dalla Nora, G., & Piper, R. T. C. (2014). A Educação Ambiental e as Plantas medicinais do Parque Zé Bolo Flô em Cuiabá-MT: Uma Proposta Pedagógica. [Trabalho de Conclusão do Curso, Universidade Federal de Mato Grosso].

Dalla Nora, G., & Piper, R. T. C. (2019). A Educação Ambiental e as Plantas medicinais do Parque Zé Bolo Flô em Cuiabá-MT: Uma Proposta Pedagógica. Outras Fronteiras, Revista Discente do Programa de Pós-Graduação em História da UFMT, v. 6, n. 2, 2019. ISSN: 2318-5503. Recuperado em 14 de fevereiro de 2020, de http://ppghis.com/outrasfronteiras/index.php/outrasfronteiras/article/view/365

Felippe, M. F. et al. (2013). Nascentes antropogênicas: processos tecnogênicos e hidrogeomorfológicos. Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 14, n. 4.

Freire, P. (2014). Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Paz e Terra.

Guarim, V. L. M. S., & Vilanova, S. R. F. (2008). Parques Urbanos de Cuiabá, Mato Grosso: Mãe Bonifácia e Massairo Okamura. UFMT.

Guerra, A. T. (1987). 1924-1968. Dicionário Geológico-geomorfológico. (7ª ed.). IBGE.

Instituto Federal do Mato Grosso. (2015). Centro de Referência de Jaciara. Projeto Pedagógico do Curso de especialização em ensino de Ciências da Natureza. IFMT Campus São Vicente.

Jacobi, P. (2003). Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de pesquisa, São Paulo, v. 113, p. 185-205.

Lei nº 5.197, de 03 de janeiro de 1967. Dispõe sobre a proteção à fauna e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5197.htm

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus afins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l6938.htm

Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm

Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=322

Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10257.htm

Lüdke, M., & André, M. E. D. A. (1986). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. EPU.

Mucelin, C. A., & Bellini, M. (2008). Lixo e impactos ambientais perceptíveis no ecossistema urbano. Sociedade & natureza, v. 20, n. 1, p. 111-124.

Reis, T. R., & Silva, S. J. R. da. (2019). Conhecimento Prévio na Aprendizagem Significativa do Conceito de Fauna. Lat. Am. J. Sci. Educ, v. 6, p. 12015.

Sato, M., & Carvalho, I. (2009). Educação ambiental: pesquisa e desafios. Artmed.

Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA). (2012). Plano de Manejo do Parque Estadual Massairo Okamura. Unidades de Conservação Estaduais. Cuiabá: SEMA. (CUCO). http://www.sema.mt.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=155&Itemid=288

Thomé Filho, J., Scislewski, G., Shinzato, E., Rocha, G. A., Dantas, M., Castro Júnior, P. R., Araújo, E. S., Melo, D. C. R., Armesto, R. C. G., & Araújo, L. M. N. de et al. (2004). Sistema de Informação Geoambiental de Cuiabá, Várzea Grande e Entorno - SIG CUIABÁ. CPRM.