Contido principal do artigo

Ananda Casanova
Universidade de Marburg
Alemaña
https://orcid.org/0000-0003-4477-4609
Vol. 22 (2018), Monografía. Natureza e educación, páxinas 51-67
DOI https://doi.org/10.17979/srgphe.2018.22.0.5462
Recibido: Jul 3, 2019 Publicado: Jul 3, 2019
Copyright Como citar

Resumo

As escolas da floresta são um modelo de educação infantil criado no norte da Europa e que vêm ganhando adeptos ao redor do mundo. Na Espanha, começou a ser desenvolvido em projetos autônomos desde a última década e rapidamente multiplicou-se no país, sendo uma importante fonte de discussões a respeito da relação entre educação e natureza, aprendizagem ao ar livre e inovação educativa para a educação da primeira infância. Este artigo apresenta a contextualização histórica a partir do qual as escolas da floresta modernas foram criadas, a partir da década de 1950, bem como o contexto espanhol cujas condições permitiram que esse modelo venha se desenvolvendo rapidamente e ganhando adesão de diferentes setores da sociedade. Resgata marcos históricos das pedagogias ativas europeias e as escolas ao ar livre do século XX, bem como dos antecedentes espanhóis, como Giner de los Ríos, a Institución de Libre Enseñanza e as escolas bosque.

Descargas

Os datos de descarga non están aínda dispoñibles.

Detalles do artigo