Contido principal do artigo

Diego Nogueira da Costa
Brasil
Daniele Saheb Pedroso
PUCPR
Brasil
https://orcid.org/0000-0003-1317-6622
Vol. 27 Núm. 2 (2020), Traxectorias e retos, páxinas 19-34
DOI https://doi.org/10.17979/ams.2020.27.2.7587
Enviado: Feb 25, 2021 Publicado: May 10, 2021
Dereitos de autoría Como citar

Resumo

A Educación Ambiental é unha preocupación cada vez máis emerxente na formación da ciudadanía para o mundo, papel que xoga a sociedade na sociedade, co aporte fundamental dos docentes, non so nun ámbito específico. O obxectivo deste traballo é analizar as posibilidades contidas na Resolución CNE / CP No. 2, de 20 de decembro de 2019, que establece a Base Curricular Nacional para a formación de docentes, para a formación de educadores ambientais na perspectiva da complexidade. Para iso,  realizouse unha revisión bibliográfica sobre os temas e un análise documental do documento oficial, nunha investigación cualitativa. Os resultados indican algunhas posibilidades para este escenario, principalmente na comprensión dalgunhas habilidades e competencias que o documento atribúe como fundamentais aos docentes, sen embargo identifican no contido deste dispositivo, máis do mesmo, sen moitas innovacións e grandes contradiccións.  Conclúese que os cambios que ten como obxectivo a formación doprofesorado non se basean nas prerrogativas deste documento, nin se pode esperar que xurda nada das mesmas persoas que están detrás de este dispositivo.

Detalles do artigo

Referencias

Brasil. Base Nacional Comum formação de professores. Ministério da Educação, 2019.

Farias, Isabel Maria Sabino de. O discurso curricular da proposta para BNC da formação de professores da educação básica. Retratos da Escola, v. 13, n. 25, p. 155, 2019.

García, Carlos Marcelo. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora Lda., 1999.

Hypólito, Álvaro Moreira. Bncc, Agenda Global E Formação Docente. Retratos da Escola, v. 13, n. 25, p. 187, 2019.

Leff, Enrique. Complexidade , racionalidade ambiental e diálogo de saberes. Educação e Realidade, v. 34, n. 3, p. 17-24, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/9515+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

Leff, Enrique. Saber Ambiental. 4a ed. Petrópolis: Vozes, 2005. Disponível em: http://ess.iesalc.unesco.org.ve/index.php/ess/article/download/165/129?

Morin, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez Editora, 2000.

Piza-Flores, Valentín et al. Transversalidad del eje “Medio ambiente” en educación superior: un diagnóstico de la Licenciatura en Contaduría de la UAGro / Transversality of the environment axis in higher education: a diagnosis of the bachelor’s degree in Accounting from UAGro. RIDE Revista Iberoamericana para la Investigación y el Desarrollo Educativo, v. 8, n. 16, p. 598-621, 2018.

Rocha, Nathália Fernande Egito; Pereira, Maria Zuleide da Costa. Base Nacional Comum Curricular: os discursos sobre a docência. Boletim Técnico do Senac, v. 44, n. 1, p. 203-217, 2018.

Rodrigues, Daniela Gureski; Saheb, Daniele. A formação continuada do professor de Educação Infantil em Educação Ambiental. Ciência & Educação (Bauru), v. 25, n. 4, p. 893-909, 2019.

Saheb, Daniele. Os saberes socioambientais necessários à educação do presente e a formação do educador ambiental sob o foco da complexidade. 2013. 228 f. Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/36381

Silva, Silvana do Nascimento; Loureiro, Carlos Frederico Bernardo. As Vozes de Professores-Pesquisadores do Campo da Educação Ambiental sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Educação Infantil ao Ensino Fundamental. Ciência & Educação (Bauru), v. 26, p. 1-15, 2020.

Stake, Robert. Pesquisa Qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Porto Alegre: Penso, 2011.

Süssekind , Maria Luiza. A BNCC e o “novo” Ensino Médio: reformas arrogantes, indolentes e malévolas. Retratos da Escola, v. 13, n. 25, p. 91, 2019.

Tardif, Maurice. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários Elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas conseqüências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, n. 13, p. 5-24, 2000.