Contribuição das TICs para aumentar a credibilidade da imagem do destino. Estudo exploratório para o segmento de turismo acadêmico

  • Jakson Renner Rodrigues Soares Universidade da Coruña
Palabras clave: Turismo acadêmico, imagem dos destinos turísticos, fontes de informação, Santiago de Compostela, credibilidade da informação, comportamento do turista

Resumen

A existência de estudantes internacionais em Galícia é uma situação cada vez mais evidente nas universidades galegas. Devido à competitividade existente não só entre destinos, mas também entre universidades, entender quais são os aspectos que influenciam na eleição do estudante, e saber como podemos influenciar na decisão desse turista é um ponto vital para a competitividade destes dois entes. Neste trabalho buscamos definir a mobilidade estudantil internacional como segmento turístico, além de propor variáveis que conformam a sua imagem. A pesquisa foi realizada segundo uma óptica qualitativa exploratória. Com ela se logrou identificar um conjunto de características do processo de formação da imagem. Aspectos afetivos e cognitivos que são considerados pelo turista acadêmico e que influem no seu comportamento de escolha do destino. Para chegar a esses resultados empiricamente, utilizou-se como métodos de coleta e análises dos dados a entrevista qualitativa e a análise de conteúdo, respectivamente. Dentre os resultados encontrados, cabe destacar a importância dada às informações orgânicas consultadas pelos entrevistados, que podem e devem ser consideradas pelos stakeholders de um destino que trabalhe com este segmento turístico.

Referencias

Acerenza, M. A. (2002). Administração do turismo. São Paulo: HUCITEC.

Andrade Suárez, M. J. (2010). Modelo para la identificación de la imagen del turismo rural: tecnica estructurada y no estructurada. Revista de Análisis Turístico, Espanha, 9, 74- 93, xan./xul.

Andrade Suárez, M. J. (2011). The impact of secondary information sources on the formation of the tourist image: the case of rural tourism in Galicia. European Journal of Tourism, Hospitality and Recreation, Portugal, 2(1), 72-94.

Azevedo, A., Magalhães, D., Pereira, J. (2010). City Marketing. Myplace in XXI. Porto: Vida Económica.

Baloglu, S., McCleary, K. W. (1999). A model of destination image formation. Annals of Tourism Research, 26(4), 868-897.

Bauer, M. W. (2002). “Análise de Conteúdo Clássica: uma revisão.”, em Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, pp. 180-217.

Bignami, R. (2002). A imagem do Brasil no turismo: construções, dessafios e vantagem competitiva. São Paulo: Aleph.

Chon, K. S. (1991). Tourism destination image modification process: Marketing implications. Tourism Management, 12(1), 68-72, mar.

Couceiro, S. C., Paiva, G. F. A. V. “Patrimônio, identidade e Turismo: representações das camadas populares sobre patrimônio histórico da cidade de Olinda, Pernambuco (Brasil)”. Congresso Turismo Cultural, Territórios e Identidades, Leiria.

Creswell, J. W., Clark, V. L. P. (2013). Pesquisa de Métodos Mistos. 2 ed. Porto Alegre: Penso.

Crespi Vallbona, M., Domínguez Pérez, M. (2013). Urban strategies in tourist places. Cases of Madrid and Barcelona, ROTUR, Revista de Ocio y Turismo, 6, 13-33.

Del Rincón, D., Arnal, J., Latorre, A., Sans, A. (1995). Técnicas de pesquisa en ciencias sociales. Madrid: Dykinson.

Echtner, C. M., Ritchie, J. R. B. (1991). The meaning and measurement of destination image. The Journal of Tourism Studies, 2(2), 2-12.

Gândara, J. M. G. (2008). A imagem dos destinos turísticos urbanos. Revista Eletrônica de Turismo Cultural, número especial, 1-22, out.

García, E. A., Collado, A. M. (2007). La ensenhanza del espanhol como recurso turístico en Castilla-La Mancha. Boletín Económico de ICE, n. 2923, pp. 33-40, out.

García Espinoza, L. (2010). Contribuciones de las mujeres a la economía Rural y Acesso a los Recursos Productivos: Una Mirada desde los casos del Cantón Santa Elena (Provincia Santa Elena, Ecuador) y la Comarca de Lugo (Provincia Lugo, Espanha). 2010. 280f. Tese (Doctorado en Ingeniería Agroforestal). Universidade de Santiago de Compostela,

Santiago de Compostela.

Gartner, W. C. (1993). Image Formation Process. Journal of Travel & Tourism Marketing, 2, 191-215.

Huang, J. H., Cai, L. A. (2011). Destination choice model for transitional travel: College students in China. Tourism Management, 32, 697-699.

Janeiro, C., Tagliorette, A. [2007 ou 2008]. Perfil y satisfação del turista de avistaje de ballenas embarcado y costero en Puerta Pirámedes y El Doradillo. Valdés: Fundación Patagonia Natural.

Kim, J. H. (2014). The antecedents of memorable tourism experiences: The development of a scale to measure the destination attributes associated with memorable experiences. Tourism Management, 44, 34-45.

Kotler, P. et. al. (2005). Marketing de lugares. São Paulo: Prentice Hall.

Leiva, F. S. (2012). La movilidad estudiantil internacional como turismo acadêmico. Caracterización de la movilidad estudiantil y análisis de sus desplazamientos (flujos) turísticos durante su estadia en la Región Universitária de Valparaíso, una oportunidad no gestionada. Revista Geográfica Valparaíso, Chile, 46, 54-68.

Machado, D. F. C. (2010). A imagem do destino turístico, na percepção dos atores do trade turístico. Um estudo na cidade histórica de diamantina. 2010. Disertación (Mestrado en Administración) – Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

Mariani, M. A. P., Barboza, M. M., Arruda, D. O. (2012). Elementos determinantes de la satisfação del consumidor de servicios turísticos. Estudios y perspectivas en turismo, 21(5), Ciudad Autónoma de Buenos Aires.

Ministério de Turismo, Secretaria Nacional de Políticas do Turismo. (2008). Turismo de estudos e intercâmbio: Orientações Básicas. Brassimlia.

Navarro, P., Díaz, C. (1994). “Análisis de Contenido”, em Métodos y técnicas qualitativas de pesquisa en ciencias sociales. Madrid: Síntesis, pp. 177-223.

OMT Organización Mundial del Turismo. (2010). Introducción al turismo. Madrid.

Pawlowska, E. (2011). El turismo acadêmico. Un análisis económico para el caso de Galicia. 2011. 275f. Tese (Doutorado en Economía Aplicada). Universidade de Santiago de Compostela, Santiago de Compostela.

Pawlowska, E.; Martínez, F. (2009). Una aproximación ao impacto económico directo do turismo acadêmico: o caso dos intercambios Erasmus na Universidade de Santiago de Compostela. Revista Galega de Economía, 18(2), 91-110.

Poupart, J. (2008). “A entrevista de tipo qualitativo: considerações epistemológicas, teóricas e metodológicas”, em A Pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, pp. 215-253.

Rego, W. L., Pinzani, A. (2013). Vozes do Bolsa Família: Autonomia, dinheiro e cidadania. São Paulo: Unesp.

Salgado, M., Godinho, A., Milheiro, E. (2012). Informação Turística: DMC Turismo Serra da Estrela. Tourism & Management Studies, 8, 88-98.

Samaja, J. (2012). Epistemología y metodología. Elementos para una teoría de la pesquisa científica. Buenos Aires: Eudeba.

Sancho Perez, A. et al. (2001). Apuntes de Metodología de la pesquisa en Turismo. Madrid: OMT.

Schiffman, L. G., Kanuk, L. L. (2000). Comportamento do consumidor. 6 ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora S.A.

Soares, J. R. R. (2015). “Relación entre imaxe turística construída e lealdade: Análise dos estudantes internacionais en Galicia”. 2015. 311f. Tese (Doutorado em Direção e Planificação do Turismo) – Universidade da Coruña, A Coruña.

Souza, E. C., Strehlau, S., Silva, D., Strehlau, V. I. (2014). “Imagem do brasil: similaridades e diferenças na avaliação em dez países”. Revista Eletrônica de Negócios Internaciomães, 9, 59-74.

Valles, M. S. (2014). Entrevistas qualitativas. Cuadernos Metodológicos. 2 ed., Madrid: Centro de Investigaciones Sociológicas.

Valls, J. F. (1992). La imagen de marca de los países. Madrid: McGraw- Hill.

Van Manen, M. (2003). Pesquisa educativa y experiência vivida. Ciencia humana para una pedagogía de la acción y la sensibilidad. Barcelona: Idea Books.

Vergara, S. C. (2005). Métodos de pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas.

Publicados
2015-07-30
Cómo citar
Rodrigues Soares, J. (2015). Contribuição das TICs para aumentar a credibilidade da imagem do destino. Estudo exploratório para o segmento de turismo acadêmico. ROTUR: Revista De Ocio Y Turismo, 9(1), 44-61. https://doi.org/10.17979/rotur.2015.9.1.1340