Vol 1, No 23-24 (2017)

A Educação Ambiental como resposta ás súas fragilidades e como contributo para viver nos seus limites. A Terra é unha ilha

DOI: https://doi.org/10.17979/ams.2017.23-24.0

A Rede Lusófona de Educação Ambiental (Redeluso) foi fundada no ano de 2005, em Portugal, durante as jornadas da Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA). Em 2006 alguns de seus membros se reuniram pela primeira vez de forma presencial em Joinville, Brasil, durante o V Congresso Ibero-americano de Educação Ambiental. Neste evento, decidimos realizar congressos periódicos, que teve a cronologia:
    2007 – Santiago de Compostela, Galícia
    2013 – Cuiabá, MT, Brasil
    2015 – Torreira, Murtosa, Portugal
    2017 – Ilha do Príncipe, São Tomé e Príncipe

Em todos os eventos, fizemos esforços para ter a presença de participantes oriundos dos oito países falantes da língua portuguesa: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Além disso, tentamos garantir localidades de identidade lusófona, como a Galícia ou Hong Kong.

O próximo evento está planejado para ser concretizada em Guiné Bissau, no ano de 2019. Nossa esperança era reunir pessoas com identidade idiomática semelhante, capazes de sentir, pensar e fazer educação ambiental em nossas próprias línguas, jeitos, hábitos e cultura. Reconhecemos de que a identidade não é fixa, é mutante conforme nossa cultura se dinamiza, e não se confina às regras gramaticais ou ortográficas, senão a um mosaico de redes e fios na tessitura de novas organizações e rearranjos etnográficos.

Assim também é a proposta da Revista “AmbientalMente Sustentable (AMS)”, que tem a Araceli Serantes-Pazos e o Carlos Vales-Vázquez como editores chefes bastante talentosos em criar e manter a revista. Agregando muitas experiências e tornando-se referência mundial no campo da educação ambiental, a AMS abriu suas portas para acolher os registros dos conhecimentos produzidos durante o “IV Congresso Internacional de Educação Ambiental dos países e comunidades da língua portuguesa”, que aconteceu em 2017, na Ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe. Assim, este número especial conta cunha Comissão de Consultores da Universidade Federal do Mato Grosso, ad hoc.

Número completo

Ver ou descargar o número completo PDF

Táboa de contidos

EDUCACIÓN AMBIENTAL, IDENTIDAE(S) DO CAMPO E POLÍTICAS PÚBLICAS

Educação Ambiental no contexto da CPLP: Um Desafio Urgente PDF  11-23
Luísa Schmidt, João Guerra, Joaquim Ramos Pinto  
Indicadores de monitoramento e avaliação de projetos e políticas públicas de Educação Ambiental no Brasil PDF  25-39
Maria Henriqueta Andrade Raymundo, Evandro Albiach Branco, Semíramis Biasoli, Marcos Sorrentino, Renata Maranhão  
Breve apresentação da Formação de Formadores em Educação Ambiental e Política Pública brasileira: Potência de Agir ou Força de Existir estimulada pelo Coletivo Educador Ambiental de Campinas (COEDUCA)/Brasil PDF  41-46
Alessandra Buonavoglia Costa-Pinto  
Gestão sustentável dos Resíduos Sólidos Urbanos em São Tomé e Príncipe: Contributos da Educação Ambiental PDF  47-62
Gelsa Vera Cruz, Luís Filipe Fernandes, Maria da Conceição Martins  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E ALTERACIÓNS CLIMÁTICAS

Capacitação local e processos adaptativos. O lugar dos professores no projeto ClimAdaPT.Local PDF  63-73
João Guerra, Luísa Schmidt  
Projeto Alimentar Mais Desperdiçando Menos: Instigando um olhar sensível do jovem educando para a mitigação do desperdício de alimentos PDF  75-95
Marcelo Zaro  
A mudança climática global na perspectiva dos professores de ciências naturais e as potencialidades para a educação ambiental PDF  97-100
Mariana de Oliveira Tozato, Marília Andrade Torales Campos  
AQUAPONIA, uma novidade na educação ambiental PDF  101-106
Pedro Martins  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, INTERPRETACIÓN E CONSERVACIÓN

A mediação de Equipamentos para a Educação Ambiental do Eixo Atlântico na relação Comunidade-Dieta-Alterações Climáticas PDF  107-117
Sara Costa Carvalho, Pablo Angel Meira Cartea, Ulisses Miranda Azeiteiro  
Os equipamentos de educação ambiental para a sustentabilidade no cerne do Entre-Norte-e-Centro PDF  119-139
Margarida Correia Marques, Fabíola Salvador Hipólito, Rossano Lopes Bastos  
A Rede de Hortas Municipais de Santiago de Compostela (Galiza) e as súas implicacións para a Educación Ambiental PDF  141-163
Kylyan Marc Bisquert i Pérez  
Olhar para cima: como sensibilizar gestores públicos para a conservação da biodiversidade PDF  165-186
Luiz Roberto Mayr, Claudia de Oliveira Faria Salema  
Ciência cidadã na promoção da biodiversidade PDF  187-191
CA. Ribeiro, F. Carvalho, N. Silva  
O papel primordial dos percursos exploratórios na Educação Ambiental– CMIA de Vila do Conde PDF  193-198
Ana Laranja, Silva Morim, Rosana M. Afonso  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, NAS ESCOLAS E NAS UNIVERSIDADES

Ensino e aprendizagem da educação ambiental: contribuições de disciplinas na Universidade de São Paulo PDF  199-216
Vivian Battaini, Marcos Sorrentino, Rachel Trovarelli  
Alguns elementos de uma análise da integração da Educação Ambiental nos currículos escolares do ensino básico e secundário em Cabo Verde PDF  217-222
Alessandra Buonavoglia Costa-Pinto  
Parque Nacional Obô: Conhecimento e perceções acerca da sua importância em alunos de S. Tomé PDF  223-232
António Almeida, Sandra Ribeiro, Helena Botelho  
Reciclamos o Mundo. Atividades de Educação Ambiental em Escolas do 1º CEB na Maia PDF  233-237
Teresa Filomena Pinto dos Santos  
A EA e os alunos com NEE: Atividades da Vida Diária (AVD), a água e sua utilização sustentável PDF  239-247
Olga Santos, Carla Gomes, Mário Oliveira  
Crianças com NEE, Ensino Experimental das Ciências e Educação Ambiental: perspetiva integradora PDF  249-256
Cátia Sousa, Olga Santos, Mario Oliveira  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, ÉTICA E JUSTIÇA AMBIENTAL

Programa Ecológico de Guimarães para a Aprendizagem do Desenvolvimento Ambiental Sustentável–PEGADAS PDF  257-261
Patrícia Ferreira, Jorge Cristino, Carlos Ribeiro  
A práxis do viver como epistemologia: o saber sentido da/na escola como forma de emancipação da condição humana no viver na terra PDF  263-279
Cláudia Moraes da Costa Vieira, Cláudia Pato  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, DIMENSIÓNS SOCIOECONÓMICAS E VALORIZACIÓN DAS COMUNIDADES LOCAIS

Justiça ambiental e o caso das comunidades quilombolas de Oriximiná/PA: por uma crítica contemporânea da Educação Ambiental PDF  281-296
Jacqueline Carrilho Eichenberger, Vilmar Alves Pereira  
A educação ambiental na sustentabilidade da vida em uma experiência de alfabetização de catadores PDF  297-312
Dinorá de Castro Gomes, Vera Margarida Lessa Catalão  
A Educação ambiental e a valorização do património natural de São Tomé e Príncipe: contributos e desafios para o desenvolvimento local PDF  213-219
Mário Acácio B. M. C. Oliveira, Olga Maria A. P Santos  
Valores ambientais no Nordeste brasileiro: educação para a convivência no semiárido pernambucano PDF  321-336
Maria Waleska Camboim Lopes de Andrade, Gerlânia Francelino Rodrigues, Tamires Lima da Silva  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, SABERES TRADICIONAIS/ALTERNATIVOS

Ritual de dança e gastronomia como viés de educação ambiental numa comunidade negra do município de São Francisco do Conde-Bahia-Brasil PDF  337-347
Angélica Santos da Paixão, Cristina Maria Dacach Fernandez Marchi, Edvaldo Hilário dos Santos  
A Educação Ambiental na Comunidade Rural de Ekovongo-Bié/Angola PDF  349-370
José Capitango  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, REDES SOCIAIS E TECNOLOXÍAS DA INFORMACIÓN

O Método de Paulo Freire na Educação Ambiental com o uso de aplicativo de informática para dispositivos móveis PDF  372-385
Osilene dos S. Rocha, M. A. da Silva, M. Lopes  
Construção coletiva de indicadores de Educação Ambiental escolar PDF  387-391
Solange Reiguel Vieira, Josmaria Lopes de Morais, Marília Andrade Torales Campos  
“Mulleres colleiteiras” e alumnado de Educación Social: unha experiencia de aprendizaje e servizo PDF  393-400
Neves Arza Arza, Laura Cruz López, Araceli Serantes-Pazos  

DOCUMENTOS

Declaração Samé Nuna. Linhas de Reflexão e Ação PDF  401-404
IV Congresso Educação Ambiental dos países e comunidades da língua portuguesa