Contenido principal del artículo

Osvaldo Dias Lopes da Silva
Universidade dos Açores
Portugal
http://orcid.org/0000-0002-0269-8153
Biografía
Suzana Nunes Caldeira
Universidade dos Açores, CISC.UAc/CICS.NOVA.UAc
Portugal
http://orcid.org/0000-0002-1024-6958
Áurea Sandra Toledo de Sousa
Universidade dos Açores, CEEAplA
Portugal
http://orcid.org/0000-0003-3151-5237
Maria Mendes
Universidade dos Açores
Portugal
http://orcid.org/0000-0003-3147-2468
Maria José D. Martins
Instituto Politécnico de Portalegre, UIDEF-IEUL,CIEP-UE
Portugal
http://orcid.org/0000-0001-9517-7703
Vol. Extr., núm. 14 (2017) - XIV CIG-PP, XIV Congreso Psicopedagogía. Área 14: TRANSICIONES Y DESARROLLO A LO LARGO DE LA VIDA, Páginas 229-233
DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2017.0.14.2940
Recibido: ago 29, 2017 Aceptado: dic 14, 2017 Publicado: dic 17, 2017
Derechos de autoría Cómo citar

Resumen

Investigaram-se variáveis académicas e familiares, procurando-se descortinar a sua relação com o posicionamento dos estudantes face às vivências da praxe, a nível da sua integração académica. 163 estudantes do 1.º ano do Ensino Superior responderam a um questionário e à subescala “Integração” do Questionário de Vivências da Praxe. O “Tempo de estudo” foi a única variável, entre as estudadas, que apresentou uma associação estatisticamente significativa com o “Posicionamento face às vivências da praxe”. O rendimento académico é influenciado por diversas variáveis, entre as quais o “Sexo”, a “Posição da opção de escolha do curso” e o “Tempo de estudo”.

 

Descargas

Los datos de descarga no están aún disponibles.

Detalles del artículo

Referencias

Andrade, C. (2016). A construção da Identidade, Auto-conceito e Autonomia em Adultos Emergentes. Psicologia Escolar e Educacional, 20(1), 137-146. http://dx.doi.org/10.1590/2175-353920150201944

Araújo, A. M., Santos, A. A., Noronha, A. P., Zanon, C., Ferreira, J. A., Casanova, J. R., & Almeida, L. S. (2016). Dificuldades antecipadas de adaptação ao ensino superior: um estudo com alunos do primeiro ano. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, 3 (2), 102-111.

Botelho, S., Mendes, M., Caldeira, S. N., Silva, O., Martins, M. J. D., & Barreto Carvalho, C. (2015). Praxe no ensino superior: Um estudo comparativo entre instituições. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, Extr(2), A2001-A2006. doi: 10.17979/reipe.2015.0.0

Caldeira, S. N., Silva, O., Mendes, M., & Botelho, S. (2016). Praxes académicas: jovens e desafio de integração no ensino superior. In Rocha, G. P. N. & R. L. Gonçalves & P. D. Medeiros (Org.), Juventude(s). Novas realidades, novos olhares (pp. 149-168). V.N. Famalicão: Húmus.

Caldeira, S. N., Silva, O., Mendes, M., Martins, M. J., Miranda, R., & Silva, N. (2017). A entrada no ensino superior: Uma comparação entre instituições de Portugal e do Brasil. In L. S. Almeida & R. V. Castro (orgs), Ser estudante no Ensino Superior: As respostas institucionais à diversidade de públicos (pp. 64-81.) Braga: Centro de Investigação em Educação (CIEd) Instituto de Educação, Universidade do Minho. http://www.cied.uminho.pt/uploads/2017-Ser-Estudante-no-Ensino-Superior.pdf

Costa, S., Dias, O., Dias, A., Souza, T., & Canela, J. (2013). Trote Universitário: Diversão ou Constrangimento entre os Académicos de Saúde?. Revista Bioética, 21 (2), pp. 250-258. http://www.scielo.br/pdf/bioet/v21n2/a19v21n2.pdf

Direção Regional da Educação (2015). ProSucesso - Açores pela Educação: Plano Integrado de Promoção do Sucesso Escolar. Acedido em 15 de maio de 2015, de: https://www.azores.gov.pt/NR/rdonlyres/452518FA-EE58-40B0-A752-356AF8F63FA3/870503 /ProSucesso.pdf

Martins, M. J., Caldeira, S. N., Silva, O., Mendes, M., & Botelho, S. P. (2015). O que pensam os estudantes de enfermagem sobre as praxes académicas? In Atas 13º Colóquio Internacional de Psicologia e Educação, Lisboa: ISPA – Instituto Universitário, 25 a 27 de junho de 2015, pp. 431-446.

Pimentel, M., Mata, M., & Pereira, F. (2012). Práticas Iniciáticas de Integração no Ensino Superior. Um Ritual Institucionalizado ou um Processo de (des) Integração? Atas do V Encontro do CIED-Escola e Comunidade. Lisboa: Escola Superior de Educação de Lisboa, pp. 393 – 401.

http://hdl.handle.net/10198/8975

Sarason, I. G., Levine, H. M., Basham R. B., & Sarason, B. R. (1983). Assessing Social Suport: The Social Support Questionnaire. Journal of Personality and Social Psychology, 44(1), 127-139.

Schuh, M. S. (2017). A trajetória da primeira geração da família na universidade: contribuições acerca da formação acadêmica na PUCRS. Dissertação de Mestrado. Porto Alegra: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Silva, O., Caldeira, S. N., Mendes, M., & Botelho, S. (2014). Bullying in Hazing Practices: A Study on Higher Education. In ICERI 2014 Proceedings 7th Conference of Education, Research and Innovation, Seville: IATED Academy, 17 a 19 de novembro de 2014, pp. 0784-0791

Silva, O., Caldeira, S. N., Mendes, M., Botelho, P. S., & Martins, J. M. (2015). Caracterização da praxe académica com recurso à análise de dados. In XXII Jornadas de Classificação e Análise de Dados (JOCLAD2015) – Livro de Resumos. Politécnico de Setúbal, Escola Superior de Tecnologia do Barreiro, Barreiro: INE, 10 a 11 de abril de 2015, pp.107-108.

Silva, O., & Sousa, Á. (2015). (Dis)Similaridades nas Características da População Açoriana. Organizadores: Gilberta Rocha e Álvaro Borralho, Novas e Velhas Tendências Populacionais, Editor: Fernando Mão de Ferro, pp. 21 - 42. Lisboa: Edições Colibri. ISBN: 978-989-689-538-9.

Soares, A., Pinheiro, M., & Canavarro, J. (2015). Transição e adaptação ao ensino superior e a demanda pelo sucesso nas instituições portuguesas. PSYCHOLOGICA, 58(2), 97-116.

Stephens, N. M., Fryberg, S. A., Markus, H. R., Johnson, C., & Covarrubias, R. (2012). Unseen disadvantage: How American universities' focus on independence undermines the academic performance of first-generation college students. Journal of Personality and Social Psychology, 102 (6), 1178–1197.