Contido principal do artigo

Glória Cristina Marques Coelho Miyazawa
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Brasil
https://orcid.org/0000-0003-2567-9681
Vol. 02 Núm. 020 (2015), Educación ambiental, nas escolas e nas universidades, páxinas 891-904
DOI https://doi.org/10.17979/ams.2015.02.020.1646
Enviado: Jun 10, 2016 Publicado: Dec 14, 2015
Copyright Como citar

Resumo

Este proxecto desenvolveuse na rexión de São Roque, SP, a través dunha asociación do IFSP - SRQ con escolas da rexión, co fin de satisfacer as demandas das escolas e, ao mesmo tempo, contribuír a unha comprensión máis completa. dos alumnos dos cursos Grao en Ciencias Biolóxicas e Tecnoloxía en Xestión Ambiental, de como facer educación ambiental dentro do espazo escolar, considerando un carácter permanente, interdisciplinar, integrado con cuestións sociais e económicas. Comezou en 2014, coa participación de dúas escolas municipais, onde durante todo o ano, os alumnos destes cursos realizaron actividades de educación ambiental semanais nestas escolas, con estudantes de 2o a 9o de primaria, buscando levalos a reflexionar sobre a xénese de problemas ambientais, mellorando a súa capacidade crítica e buscando cambios de valores e actitudes para identificar, problematizar e actuar en relación cos problemas ambientais. O resultado foi significativo, xa que xerou a interacción entre os participantes, o cambio de comportamento e a inserción do problema ambiental nas escolas, como tema transversal. A actuación a través de proxectos de extensión promove a integración do IFSP coa comunidade local e tamén é un elemento fundamental no proceso de aprendizaxe dentro do trípode de ensino, investigación e extensión.

Detalles do artigo

Citas

Bobato, E. A. S., Andrade, L. & Coelho-Miyazawa, G. C. M. (2014) Análise dos projetos de educação ambiental desenvolvidos nas escolas municipais de ensino fundamental 2 de São Roque. Anais do Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica do IFSP, São João da Boa Vista, SP, Brasil, 5.

Carvalho, I. C. M. (2004). Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. São Paulo: Cortez.

Castro, R. S., Spazziani, M. L. & Santos, E. P. (2012). Universidade, meio ambiente e parâmetros curriculares nacionais. In C. F. B. Loureiro, P. P. Layrargues, R. S. de Castro (Orgs.). Sociedade e meio ambiente: a educação ambiental em debate. pp. 157-178. São Paulo: Cortez.

Dias, G. F. (2004). Educação ambiental: princípios e práticas. (9.ed.) São Paulo: Gaia.

Festozo, M. B. & Tozoni-Reis, M. F. C. (2012) Ambientalização Curricular no Ensino Superior: problematizando a formação de educadores ambientais. Anais do Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino - ENDIPE. Campinas, SP, Brasil, 16.

Freitas, D., Oliveira, H. T., Zuin, V. G. (2006) Metodologia de projetos na formação inicial de professoras/es: contributos para a aprendizagem de conhecimentos e habilidades requeridas na atuação de educadoras/es comprometidas/os com as questões ambientais. Anais do Congresso Internacional da Educação Superior - “Universidade 2006”. Havana, Cuba, 5.

Guerra, A. F. S. & Guimarães, M. (2007). Educação Ambiental no Contexto Escolar: Questões levantadas no GDP. Pesquisa em Educação Ambiental, Rio Claro, v. 2, n. 1, pp. 155-166.

Guimarães, M. (2007). Educação Ambiental: participação para além dos muros da escola. In S. S. Mello & R. Trajber. Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. pp. 85-93. Brasília: Ministério da Educação, Coordenação Geral de Educação Ambiental: Ministério do Meio Ambiente, Departamento de Educação Ambiental: UNESCO.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981 (1981) Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado em 10 junho, 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm

Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. (1999). Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado em 10 junho, 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm

Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008 (2008). Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado em 10 junho, 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm

Manzato, C. L., Manzato, B. L. & Coelho-Miyazawa, G. C. M. (2014) Diagnóstico das ações de educação ambiental das escolas de ensino fundamental 2 do município de São Roque. Anais do Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica do IFSP, São João da Boa Vista, SP, Brasil, 5.

Nogueira, M. D. P. (Orgs.). (2000). Extensão universitária: diretrizes conceituais e políticas. Belo Horizonte/ UFMG: Fórum Nacional de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas.

Oliveira, H. T., Farias, C. R. O., Pavesi, A. & Cinquetti, H. C. S. (2007) Mapeamento da Educação Ambiental em Instituições Brasileiras de Educação Superior: elementos para políticas públicas. Brasília: MMA/MEC/RUPEA. (Série Documentos Técnicos, nº 12).

Resolução CNE/CP nº 02, de 15 de junho de 2012 (2012). Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Brasília, DF. Recuperado em 10 junho, 2015, de http://www.abmes.org.br/abmes/public/arquivos/legislacoes/Res-CP-002-2012-06-15.pdf

Rink, J. & Megid Neto, J. (2009). Tendências dos artigos apresentados nos Encontros de Pesquisa em Educação Ambiental (EPEA). Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 25, n. 03, pp. 235-263.

Santos, V. M. N. & Jacobi, P. R. (2011). Formação de professores e cidadania: projetos escolares no estudo do meio ambiente. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.37, n.2, pp. 263-278.

Sassi, J. S. & Lindemann, R. H. (2013). Horta escolar: reflexões a partir de pesquisas da área de Ciências e Biologia. Atas do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Águas de Lindóia, SP, Brasil, 9.

Sato, M. (2002) Educação Ambiental. São Carlos: Rima.

Segura, D. S. B. (2001) Educação Ambiental na escola pública: da curiosidade ingênua a consciência crítica. São Paulo: Annablume.

Tozoni-Reis, M. F. C. (2008) A inserção da educação ambiental na escola. In: Educação Ambiental no Brasil. (Salto para o futuro) Rio de Janeiro: MEC, pp. 46-53.

Untaler, L. O. & Barolli, E. (2010). Educação Ambiental e a Formação Inicial de Professores: o que dizem as pesquisas? Olhares e Trilhas, Uberlândia, v.12, n.12, pp. 1-9.