Para uma avaliação das práticas literácitas em leitura e escrita no jardim de infância

Maria Cristina Vieira da Silva

Resumen


O desenvolvimento da literacia emergente permite a crianças em idade pré-escolar construir hipóteses acerca da funcionalidade e aspetos conceptuais da linguagem escrita (Ferreiro & Teberosky, 1986). Três décadas passadas sobre esta obra pioneira, considerámos oportuno aferir como as práticas pedagógicas no domínio da leitura e escrita são informadas pela teoria. Para o efeito, aplicámos uma versão adaptada da grelha de observação dessas práticas, de Alves Martins & Santos (2005), em doze salas de jardim de infância de educadores cooperantes. Os resultados mostram que as práticas observadas denotam ausência de intencionalidade educativa e falta de sistematicidade em algumas atividades.


Palabras clave


: Literacia emergente, jardim de infância; avaliação.

Texto completo:

PDF (Português)

Referencias


Alves Martins, M. (1996). Pré-História da Aprendizagem da Leitura. Conhecimentos precoces sobre a funcionalidade da linguagem escrita, desenvolvimento metalinguístico e resultados em leitura no final do 1.º ano de escolaridade. Lisboa: ISPA.

Alves Martins, M. (2007). Literacy practices in kindergartens and conceptualizations about written language among Portuguese preschool children. L1- Educational Studies in Language and Literature, 7 (3), 147-171.

Alves Martins, M. & Santos, A. I. (2005). Avaliação das práticas de leitura e de escrita em Jardim de Infância. Revista do GEDEI Infância e Educação: investigação e práticas, 7, 59-69.

Fernandes, P.F. (2005). Concepções e Práticas de Literacia Emergente em Contexto de Jardim-de-Infância. Dissertação de Doutoramento apresentada à Universidade do Minho, Portugal.

Ferreiro, E. (1990). Reflexões sobre Alfabetização, Porto Alegre: Artes Médicas.

Mata, L. (2008). A descoberta da escrita. Lisboa: Ministério da Educação/ DGIDC.

Ministério da Educação/DGIDC (2010). Metas de Aprendizagem. (Coordenação de Sim-Sim et al.). Disponível em http://metasdeaprendizagem.dge.mec.pt/metasdeaprendizagem.dge.mec.pt/educacao-pre-escolar/apresentacao/index.html

Santos, A. & Alves Martins, M. (2014). Conceções dos educadores portugueses sobre a linguagem escrita: um estudo de caso. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, 1 (1), 26-34.

Silva, I.L., Marques, L., Mata, L. & Rosa, M. (2016) Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa: Ministério da Educação/ Direção-Geral da Educação. http://www.dge.mec.pt/ocepe/sites/default/files/Orientacoes_Curriculares.pdf




DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2017.0.06.3042

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Licencia Creative Commons

Esta revista es continuación de: Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxía e Educación (años 1997-2013) - ISSN: 1138-1663.