A docência em EAD e o papel do e-tutor

Ana Perpétua Ellery Corrêa, Bento Duarte da Silva

Resumen


A oferta de cursos a distância com o uso das tecnologias digitais vem se afirmando no cenário educacional mundial, abrangendo diversas áreas e níveis. Como consequência, a função docente exercida pelo tutor em EaD ganha relevo, bem como a necessidade da compreensão dos papéis que este desempenha e as competências, habilidades e atitudes requeridas para o alcance da aprendizagem significativa e emancipatória. Adaptar essa prática pedagógica à infraestrutura física, o aporte tecnológico, humano, o modelo instrucional e de comunicação on-line presentes em cada realidade educativa representa um desafio adicional à atividade tutorial nesta modalidade de ensino. Para tanto, o exercício da apropriação dos componentes eletrónicos articulados ao uso da linguagem didática que seja mais adequada às especificidades inerentes ao universo virtual torna-se necessário para aqueles que ensejam fazer uso desses recursos com vista a abertura de novos caminhos que venham contribuir para o estabelecimento de mediações e interações colaborativas voltadas para o desenvolvimento de saberes. O presente trabalho, em fase inicial, tem como propósito investigar e promover a reflexão sobre a função da docência em EaD e o processo de construção da identidade profissional do e-tutor que atua nas Instituições de Ensino Superior (IES) vinculadas ao Sistema Universidade Aberta do Brasil, no Estado do Ceará. Trata-se de um estudo de natureza exploratória, que irá utilizar como instrumento de investigação a análise documental a partir da observação da legislação vigente, pareceres, resoluções, Censos, Projetos Pedagógicos Institucionais, livros, repositórios de teses, Anais de eventos científicos, artigos e dissertações, além de referências bibliográficas de relevância na área. A estratégia adotada contará com a aplicação de entrevistas semi-estruturadas envolvendo uma amostra aleatória representativa envolvendo os tutores e os coordenadores pedagógicos de cada instituição, incluindo a formação de grupos focais, abrangendo a participação de 6 tutores por IES. A abordagem metodológica a ser seguida tem como premissa fornecer elementos de análise estatística que permitam validar os resultados obtidos, tendo em conta uma articulação com o aprofundamento da análise dos aspectos subjetivos captados nos distintos momentos da pesquisa. Desta forma pretende-se captar, de forma sistêmica, como se dá o processo de aprendizagem a partir da  vivências e situações de aprendizagem gerenciadas pelo tutor no ambiente virtual,  analisando o tipo de formação requerida para a melhor atuação deste profissional para o alcance de melhores resultados de desempenho docente. Para delimitação do objeto, foram definidas como categorias principais: educação a distância, docência, tutoria on-line e e-learning. O referido programa integra universidades públicas de todo o país para oferta de cursos superiores por meio da EaD, desenvolvido em um modelo de gestão educacional e administrativa descentralizada.

Palabras clave


educação a distância; educação superior; e-tutor; comunicação online

Texto completo:

PDF (Português)

Referencias


INEP/MEC. Resultados do Censo da Educação Superior 2012. (2012). Inep/MEC. Disponível : http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/resumos_tecnicos/apresentacao_coletiva_censo_superior_2012.pdf

Kenski, V.M. (2010). Avaliação e acompanhamento da aprendizagem em ambientes virtuais, a distância. (pp. 59-68). In: MILL, D., PIMENTEL,N (eds). Educação a Distância: desafios contemporâneos. São Carlos: EdUFSCar.

Maggio, M. (2001). O tutor na educação a distância. In: LITWIN. E. (org.) Educação a distancia: temas para o debate de uma nova agenda educativa. (pp. 93-110). Porto Alegre: ARTMED.

Morin, E. (2000). Complexidade e transdisciplinaridade: a reforma da universidade e do ensino fundamental. (2000). Natal: EDUFRN.

Sá I.M.A. (1998). A Educação a Distância: processo contínuo de inclusão social. Fortaleza: CEC.

Salmon, G. (2000). E-Moderating, The Key to Teaching and Learning Online. London, UK: Kogan Page.

Silva, B., Araújo, A. M., Vendramini, C. M., Martins, R. X., Piovezan, N. M., Prates, E., Dias, A. S., Almeida, L. S., Rodrigues, M. C. & Joly, A. (2014). Aplicação e uso de Tecnologias digitais pelos professores do ensino superior no Brasil e Portugal. Educação, Formação & Tecnologias, (pp. 3-18). Disponível: http://eft.educom.pt/index.php/eft/article/view/424/195.




DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2015.0.13.669

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Licencia Creative Commons

Esta revista es continuación de: Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxía e Educación (1997-2013) - ISSN: 1138-1663.