Indicators for monitoring and evaluation of public policies of Environmental Education in Brazil

Maria Henriqueta Andrade Raymundo, Evandro Albiach Branco, Semíramis Biasoli, Marcos Sorrentino, Renata Maranhão

Abstract


This paper introduces the participatory design of monitoring and evaluation framework for projects and public policies in environmental education in Brazil. This process has been developed by ANPPEA – National Articulation of Enviromental Education Public Policies, with the general objective of contributing to the strengthening of the policies of transition to sustainable societies in the country. Thus, a digital platform based on database and indicators of monitoring and evaluation is under development. The theoretical-methodological framework that supports the Brazilian Platform for Public Policies in Environmental Education Monitoring and Evaluation project is based on multicentric public policies concept which govern and society has shared responsability and put themselves as partners to the formulation, implementation and monitoring of public policies. This framework also allows a multiscalar approach over public policies of environmental education, starting from the identi cation of actors in their di erent elds and spatial scales, providing relevant subsidies for the analysis of the extension and relationship between public policies in the territory. So far, about 300 people from di erent sectors were involved in the process that resulted in the diagram of articulated dimensions of indicators for monitoring and evaluation of public environmental education policies.


Keywords


Public-policies; monitoring; evatuation; plataform; indicators.

Full Text:

PDF (Galego)

References


BAREMBLIT, G. Compêndio de análise institucional e outras correntes – teoria e prática. 5. ed. Belo Horizonte/MG: Instituto Félix Guatarri.2002. 187p.

BIASOLI, S. Institucionalização de políticas públicas de educação ambiental: subsídios para a defesa da política do cotidiano. Tese (Doutorado). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Centro de Energia Nuclear na Agricultura. Piracicaba, 2015.

CÂMARA, G. MONTEIRO, M. V; DRUCK, S; CARVALHO, S. C. Análise Espacial e Geoprocessamento. In: Análise Espacial de Dados Geográficos. INPE: São José dos Campos, 2004.

CINTRÃO, L. P; BIZELLI, J. L. Sistemas de Informação Governamental para Monitoramento e Avaliação das Políticas Públicas: quadro de desafios e perspectivas de avanços. 2013. In: Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação | Número 5 | Janeiro-Junho de 2013

FREY, K. Políticas Públicas: um debate conceitual e reflexões referentes a prática da de políticas públicas no Brasil. Planejamento e políticas públicas, Brasília, n. 21, p. 211-259, jun. 2000.

GENOVEZ, P. C. Território e desigualdade: análise espacial intraurbana no estudo da dinâmica de exclusão/inclusão social no espaço urbano de São José dos Campos. Dissertação de mestrado apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto. INPE: São José dos Campos, 2005.

HEIDEMANN, F.G. Do sonho do progresso às políticas de desenvolvimento. In: HEIDEMANN, F.G.; SALM, J.F. (Org.) Políticas públicas e desenvolvimento: bases epistemológicas e modelos de análise. Brasília: UNB, 2009. p. 22-39.

HEPPENSTALL, A. J. et al. (Eds.). Agent-based models of geographical systems. New York: Springer, 2012.

JANNUZZI, P. M. Indicadores para diagnóstico, monitoramento e avaliação de programas sociais no Brasil. Revista do Serviço Público Brasília 56 (2): 137-160 Abr/Jun 2005.

JANNUZZI, P. M. Indicadores sociais no Brasil: conceitos, fontes de dados e aplicações. Campinas: Alínea Editora. 2ª ed, 2003.

KINGDON J. Agendas, alternatives and public policies. 3rd ed. New York: Harper Collins, 2003. 240p.

KINGDON J. Juntando as coisas. In: Saraiva, E; Ferrarezi, E (Org.). Políticas Públicas – Coletânea. Brasília: ENAP, 2006. v. 1, p. 225-245.

KRONEMBERGER, D. Desenvolvimento local sustentável: uma abordagem prática. São Paulo: Editora Senac, 2011, 277p.

MPOG - MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO. Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos – SPI. Uso e Construção de Indicadores do PPA. Módulo IV do curso PPA: Elaboração e Gestão–Ciclo Básico 2004-2007. Brasília, 2007.

OECD – ORGANIZATION FOR ECONOMIC COOPERATION AND DEVELOPMENT. Core set of indicators for environmental performance reviews. A synthesis report by the group on the state of the environment. Paris, OECD, 1993.

RAYMUNDO, M. H. A., DINIZ, N., MARANHÃO, R., JANKE, N. Projeto Político Pedagógico como estratégia para Inclusão da Educação Ambiental nas Políticas Públicas Brasileiras. Revista Científica Galego-Lusófona de Educación Ambiental. v2, n 20, p. 151-165, 2015.

SANTOS, B. S. Para um novo senso comum: a ciência, o direito e a política na transição paradigmática. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2002, v. 1, p. 15-415.

SANTOS, B. S. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. 12. ed.. São Paulo: Cortez, 2008. 348p.

SECCHI, L. Políticas Públicas: Conceitos, esquemas de análise, casos práticos. Ed. Cengage, 2ª edição, 2013.

SINGH, R. K.; MURTY, H. R.; GUPTA, S. K.; DIKSHIT, A. K. An overview of sustainability assessment methodologies. Ecological Indicators, Volume 9, Issue 2, March 2009, Pages 189-212.

SORRENTINO, M. Apresentação. Como construir políticas públicas de educação ambiental para sociedades sustentáveis?. In:RAYMUNDO, M. H. A.; BRIANEZI, T.; SORRENTINO, M. Como construir políticas públicas de educação ambiental para sociedades sustentáveis?. São Carlos : Diagrama, 2015, v.1. p.226.

SORRENTINO, M.; TRAJBER, R.; MENDONÇA, P.; FERRARO, L. Educação ambiental como política pública. In: Educação e pesquisa. São Paulo, Revista, v. 31, n. 2, p. 285-299, 2005.

SOUZA, C. Políticas Públicas: uma revisão da literatura. Sociologias 8, 20–45, 2006.




DOI: https://doi.org/10.17979/ams.2017.23-24.0.3364

Refbacks

  • There are currently no refbacks.