The praxis of living as epistemology: the sense of knowledge in school as a form of emancipation of the human condition in living on earth

Cláudia Moraes da Costa Vieira, Cláudia Pato

Abstract


Studies have demonstrated the absence of the school institution in the life trajectory of impoverished groups such as recyclable material collectors. The objective of this work was to understand the life trajectories and the school processes of students who are children of recyclable waste pickers of a public school in the Federal District, located in Brazil. It was proposed the autoecobiographic method, centered in workshops, participant observation and eld diary, based on phenomenology and hermeneutics for the analysis of the process. 65 students participated in the 4th year of elementary school. It can be inferred that survival and living in the land ll point to socio- environmental degradation and work, but they point to the complexity of the encounter of precariousness and creativity. The family is the territory of a ective relationships, where work and life intertwine. The school emerges as a territory of contradiction, but points to the existence of elements of positivity. Belonging to the place, where symbols, relationships and stories are established as founding elements for autobiographies and for the collective biography. Therefore, the importance of listening to the students for the formation of utopias based on self- education, self-consciousness and autonomy as a way to reconnect school education with life is emphasized.


Keywords


Recyclable waste pickers; Environmental education; Human Ecology; Autoecobiographic method; Life trajectory.

Full Text:

PDF (Galego)

References


ALTERTHUM, Camila Carvalhal. O encontro com crianças filhas de catadores de papel: sinalizações para uma creche e uma pesquisa com a “nossa cara”. Belo horizonte, 2005. p.126 Dissertação (mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais; 2005.

BARBOZA, Daiani. As múltiplas cidades na cidade: as relações estéticas dos catadores de material reciclável com a polifonia urbana. Santa Catarina, 2013. 276p. Tese Doutorado em Psicologia. Universidade Federal de Santa Catarina; 2012.

CAVALCANTE, Andressa Lustosa. Os fatores que contribuem para o trabalho infantil no lixão da cidade Estrutural-DF – Brasília, 2014. 34p. Monografia apresentado ao curso de Graduação em Serviço Social. Universidade Católica de Brasília; 2014. Disponível em: . Acesso: 10 jul. 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6ed. Rio de janeiro. Paz e Terra. 1997.

JOSSO, Marie-Christine. As histórias como territórios simbólicos nos quais se exploram e se descobrem formas e sentidos múltiplos de uma existencialidade evolutiva singular-plural. In: PASSEGGI, M. C. (Org.). Tendências da pesquisa (auto) biográfica. Natal: EDUFRN; São Paulo, SP: Paulus, 2008. p. 23-50.

PEREIRA, Maria izabel Galvão Gomes Pereira. Práticas educativas, territórios e biografização: reflexões a parti da educação rural. In: PASSEGGI, M. C. (Org.). Tendências da pesquisa (auto) biográfica. Natal: EDUFRN; São Paulo, SP: Paulus, 2008. p.145-164.

RICOEUR, Paul. Teoria da Interpretação. Lisboa: Edições 70 Ltda, 1976.

RICOEUR, Paul. O conflito das interpretações: ensaios de hermenêutica. Rio de Janeiro: Imago, 1978.

RICOEUR, Paul. Interpretações e ideologias. Rio de janeiro: livraria Francisco Alves, 1990.

RICOEUR, Paul. Tempo e Narrativa (Tomo I). São Paulo: Papirus, 1994.

RICOEUR, Paul. Tempo e narrativa (Tomo III). São Paulo: Papirus, 1997.

SOUZA, Elizeu Clementino. O conhecimento de si: narrativas do etinerário escolar e formação de professores. Bahia, 2004. 337 f. Tese Doutorado em Educação – Universidade Federal da Bahia; 2004. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2014.

SOUZA, Elizeu Clementino. A arte de contar e trocar experiências: reflexões teórico-metodológicas sobre história de vida em formação. Natal, 2006. Revista Educação em Questão. v. 25, n. 11, p. 22-39, jan./abr. 2006. Disponível em: . Acesso em: jun. 2015.

SOUZA, Elizeu Clementino; PASSEGGI, Maria da conceição. (Auto) biografia: Pesquisa e práticas de formação. Belo Horizonte 2011. Educação em Revista, vol.27, n.01. p.1-3. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2013.

VIEIRA, Cláudia Moraes da Costa. A práxis do viver como epistemologia: o saber sentido da/na escola como forma de emancipação da condição humana no viver na terra, 2016. 261f. Tese de Doutorado em Educação – Universidade de Brasília; 2016. Disponível em: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21924




DOI: https://doi.org/10.17979/ams.2017.23-24.0.3383

Refbacks

  • There are currently no refbacks.