A mudança climática global na perspectiva dos professores de ciências naturais e as potencialidades para a educação ambiental

  • Mariana de Oliveira Tozato Universidade Federal do Paraná
  • Marília Andrade Torales Campos Universidade Federal do Paraná
Palabras chave Mudança climática global, educação ambiental, professores de Ciências Naturais

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa sobre a mudança climática global no contexto escolar. Os dados foram coletados com um grupo de professores da rede pública do município de Curitiba/PR (Brasil). A pesquisa teve por objetivo identificar a relação que os professores de Ciências Naturais do 6º e 7º ano do Ensino Fundamental constroem entre conteúdos de sua disciplina (efeito estufa, camada de ozônio, dióxido de carbono) e a mudança climática global, considerando o potencial que estes conteúdos possuem para realização de ações no campo da Educação Ambiental.  Assim, definiu-se na base teórica o apoio de autores como: Artaxo (2014), González-Gaudiano e Meira-Cartea (2009) e Teixeira e Torales (2014). Adotou-se a metodologia qualitativa, com a coleta de dados feita por meio da realização de entrevista com os professores. Na análise dos dados percebeu-se que os participantes relacionavam os conteúdos que ministram com a mudança climática global, embora sem articulação com as demais áreas do conhecimento, o que restringe a interpretação do fenômeno que caracteriza-se como complexo, híbrido e requer um esforço interdisciplinar para sua compreensão.

Citas

ARTAXO, Paulo Eduardo (2014): “Mudanças climáticas e o Brasil”, em Dossiê Clima- Revista USP, n. 103, p. 8-12.

BARDIN, Laurence (1977): Análise de conteúdo. Lisboa, Edições.

GONZÁLEZ-GAUDIANO, Edgar; MEIRA-CARTEA, Pablo Ángel (2009): “Educación, comunicación y cambio climático. Resistencias para la acción social responsable”, em Trayectorias, n. 29, p. 6-38.

Grupo Intergubernamental de Expertos sobre el Cambio Climático–IPCC (2014): Impactos, adaptación y vulnerabilidad. Resumen para responsables de políticas. Contribución del Grupo de trabajo II. Ginebra, Organización Meteorológica Mundial.

TEIXEIRA, Cristina; TORALES, Marília Andrade (2014): “A questão ambiental e a formação de professores para a educação básica: um olhar sobre as licenciaturas”, em Educar em Revista, n. 3, p. 127-144.

TILIO NET, Petronio (2010): Ecopolítica das mudanças climáticas: o IPCC e o ecologismo dos pobres. Rio de Janeiro, Centro Edelstein de Pesquisas Sociais.

Publicado
2018-03-16
Como citar
de Oliveira Tozato, M., & Andrade Torales Campos, M. (2018). A mudança climática global na perspectiva dos professores de ciências naturais e as potencialidades para a educação ambiental. AmbientalMENTEsustentable, 23-24(1), 97-100. https://doi.org/10.17979/ams.2017.01.023-024.3368