Indicadores de monitoramento e avaliação de projetos e políticas públicas de Educação Ambiental no Brasil

  • Maria Henriqueta Andrade Raymundo OCA–Laboratório de Educação e Política Ambiental–ESALQ/USP Fundo Brasileiro de Educação Ambiental-FunBEA.
  • Evandro Albiach Branco Centro de Ciência do Sistema Terrestre–CCST/INPE
  • Semíramis Biasoli Fundo Brasileiro de Educação Ambiental-FunBEA
  • Marcos Sorrentino OCA–Laboratório de Educação e Política Ambiental–ESALQ/USP
  • Renata Maranhão Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente-DEA/MMA
Palabras chave Políticas-públicas, monitoramento, avaliação, plataforma, indicadores.

Resumo

Este artigo apresenta o processo participativo de estruturação do monitoramento e avaliação de projetos e políticas públicas de educação ambiental (EA) no Brasil. O processo vem sendo desenvolvido pela ANPPEA – Articulação Nacional de Políticas Públicas de Educação Ambiental com o objetivo geral de contribuir para o fortalecimento das políticas de transição para sociedades sustentáveis no país. Deste modo, está em desenvolvimento uma plataforma digital ancorada em um banco de dados subsidiado por indicadores de monitoramento e avaliação. O arcabouço teórico-metodológico que dá suporte ao projeto da Plataforma Brasileira de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas de Educação Ambiental está referendado em políticas públicas multicêntricas, nas quais governo e sociedade têm responsabilidades compartilhadas e se colocam como parceiros para a formulação, implementação e monitoramento das políticas. O arcabouço permite também um olhar multiescalar sobre as políticas públicas de EA, partindo da identi cação de atores em suas diversas áreas e escalas de in uência espacial, oferecendo relevantes elementos para as análises da extensão e relação entre políticas públicas nos territórios. Até o momento cerca de 300 pessoas de representações diversas foram envolvidas neste processo que resultou no diagrama de dimensões articuladas de indicadores de monitoramento e avaliação de políticas públicas de EA.

 

Citas

BAREMBLIT, G. Compêndio de análise institucional e outras correntes – teoria e prática. 5. ed. Belo Horizonte/MG: Instituto Félix Guatarri.2002. 187p.

BIASOLI, S. Institucionalização de políticas públicas de educação ambiental: subsídios para a defesa da política do cotidiano. Tese (Doutorado). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Centro de Energia Nuclear na Agricultura. Piracicaba, 2015.

CÂMARA, G. MONTEIRO, M. V; DRUCK, S; CARVALHO, S. C. Análise Espacial e Geoprocessamento. In: Análise Espacial de Dados Geográficos. INPE: São José dos Campos, 2004.

CINTRÃO, L. P; BIZELLI, J. L. Sistemas de Informação Governamental para Monitoramento e Avaliação das Políticas Públicas: quadro de desafios e perspectivas de avanços. 2013. In: Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação | Número 5 | Janeiro-Junho de 2013

FREY, K. Políticas Públicas: um debate conceitual e reflexões referentes a prática da de políticas públicas no Brasil. Planejamento e políticas públicas, Brasília, n. 21, p. 211-259, jun. 2000.

GENOVEZ, P. C. Território e desigualdade: análise espacial intraurbana no estudo da dinâmica de exclusão/inclusão social no espaço urbano de São José dos Campos. Dissertação de mestrado apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto. INPE: São José dos Campos, 2005.

HEIDEMANN, F.G. Do sonho do progresso às políticas de desenvolvimento. In: HEIDEMANN, F.G.; SALM, J.F. (Org.) Políticas públicas e desenvolvimento: bases epistemológicas e modelos de análise. Brasília: UNB, 2009. p. 22-39.

HEPPENSTALL, A. J. et al. (Eds.). Agent-based models of geographical systems. New York: Springer, 2012.

JANNUZZI, P. M. Indicadores para diagnóstico, monitoramento e avaliação de programas sociais no Brasil. Revista do Serviço Público Brasília 56 (2): 137-160 Abr/Jun 2005.

JANNUZZI, P. M. Indicadores sociais no Brasil: conceitos, fontes de dados e aplicações. Campinas: Alínea Editora. 2ª ed, 2003.

KINGDON J. Agendas, alternatives and public policies. 3rd ed. New York: Harper Collins, 2003. 240p.

KINGDON J. Juntando as coisas. In: Saraiva, E; Ferrarezi, E (Org.). Políticas Públicas – Coletânea. Brasília: ENAP, 2006. v. 1, p. 225-245.

KRONEMBERGER, D. Desenvolvimento local sustentável: uma abordagem prática. São Paulo: Editora Senac, 2011, 277p.

MPOG - MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO. Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos – SPI. Uso e Construção de Indicadores do PPA. Módulo IV do curso PPA: Elaboração e Gestão–Ciclo Básico 2004-2007. Brasília, 2007.

OECD – ORGANIZATION FOR ECONOMIC COOPERATION AND DEVELOPMENT. Core set of indicators for environmental performance reviews. A synthesis report by the group on the state of the environment. Paris, OECD, 1993.

RAYMUNDO, M. H. A., DINIZ, N., MARANHÃO, R., JANKE, N. Projeto Político Pedagógico como estratégia para Inclusão da Educação Ambiental nas Políticas Públicas Brasileiras. Revista Científica Galego-Lusófona de Educación Ambiental. v2, n 20, p. 151-165, 2015.

SANTOS, B. S. Para um novo senso comum: a ciência, o direito e a política na transição paradigmática. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2002, v. 1, p. 15-415.

SANTOS, B. S. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. 12. ed.. São Paulo: Cortez, 2008. 348p.

SECCHI, L. Políticas Públicas: Conceitos, esquemas de análise, casos práticos. Ed. Cengage, 2ª edição, 2013.

SINGH, R. K.; MURTY, H. R.; GUPTA, S. K.; DIKSHIT, A. K. An overview of sustainability assessment methodologies. Ecological Indicators, Volume 9, Issue 2, March 2009, Pages 189-212.

SORRENTINO, M. Apresentação. Como construir políticas públicas de educação ambiental para sociedades sustentáveis?. In:RAYMUNDO, M. H. A.; BRIANEZI, T.; SORRENTINO, M. Como construir políticas públicas de educação ambiental para sociedades sustentáveis?. São Carlos : Diagrama, 2015, v.1. p.226.

SORRENTINO, M.; TRAJBER, R.; MENDONÇA, P.; FERRARO, L. Educação ambiental como política pública. In: Educação e pesquisa. São Paulo, Revista, v. 31, n. 2, p. 285-299, 2005.

SOUZA, C. Políticas Públicas: uma revisão da literatura. Sociologias 8, 20–45, 2006.

Publicado
2018-03-16
Como citar
Andrade Raymundo, M. H., Albiach Branco, E., Biasoli, S., Sorrentino, M., & Maranhão, R. (2018). Indicadores de monitoramento e avaliação de projetos e políticas públicas de Educação Ambiental no Brasil. AmbientalMENTEsustentable, 23-24(1), 25-39. https://doi.org/10.17979/ams.2017.01.023-024.3364