A Educação Ambiental no ensino de Ciências a partir da implementação de práticas de revitalização em uma nascente em uma escola brasileira

Paulo Vitor Teodoro de Souza, Nicéa Quintino Amauro

Resumo


Este trabalho objetiva-se em apresentar os resultados de uma pesquisa realizada em uma instituição de educação básica brasileira. Para tanto, foi desenvolvido um projeto de revitalização de um lago e uma nascente localizada em uma escola privada na cidade de Uberlândia/MG – Brasil. A pesquisa envolveu diretamente os alunos do 9.º ano do Ensino Fundamental da escola onde a pesquisa foi idealizada. Os alunos tiveram a oportunidade de serem inseridos em momentos em que eles puderam discutir e aprender sobre os conteúdos específicos de ciências, matemática, geografia e arte, a partir de um projeto de intervenção pedagógica, sobre Educação Ambiental. A pesquisa possibilitou inserir os alunos em um meio de trabalho como agentes principais da proposta pedagógica, na qual os mesmos planejam, estudam para entender a necessidade da sensibilização ambiental, executam, e, ainda, apresentam os resultados alcançados para a comunidade.

Palabras clave


Educação ambiental; Projeto de intervenção; Nascente

Texto completo:

PDF

Citas


ANDRADE, Dalton (2000): Implementação da Educação Ambiental em escolas: uma reflexão, Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 4. [Acesso em 21 de maio de 2015: http://www.academia.edu/10250654/Implementa%C3%A7%C3%A3o_da_Educa%C3%A7%C3%A3o_Ambiental_em_Escolas_uma_reflex%C3%A3o].

BENTA, Izabela e THOMAZI, Áurea (2013): Educação ambiental emancipatória na escola: possibilidades da prática educativa docente, Holos, Rio Grande do Norte, Ano 29, v. 6, p. 103-119.

BRASIL (1999): Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Decreto Nº 4.281, de 25 de junho de 2002. [Acesso em 20 de maio de 2015 -http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaoambiental/decreto4281.pdf].

BRASIL (1998): Constituição. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal.

BRASIL (2013): Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Conselho Nacional da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica/ Ministério da Educação. Secretária de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. Brasília, DF: MEC, SEB, DICEI.

CAMARGO, Aspásia; CAPOBIANCO, João e PUPPIM, José (2002): Meio Ambiente: avanços e obstáculos pós Rio-92, São Paulo: Estação Liberdade.

DAL-FARRA, Rossano e VALDUGA, Mariela (2012): A educação ambiental na formação continuada de professores: as práticas compartilhadas de construção, Linhas Críticas, Brasília, DF, n.36, p. 395-415.

DIAS, Genebaldo (2010): Educação ambiental - Princípios e práticas, 9ª ed. São Paulo, Gaia.

DRIVER, Rosalind; ASOKO, Hilary; LEACH, John; MORTIMER, Edurado e SCOTT, Philip (1999): Constructing scientific knowledge in the classroom. Educational Researcher, n. 7, p. 5-12, 1994. Tradução de MORTIMER, Eduardo. Construindo conhecimento científico em sala de aula. Química Nova na Escola, n. 9, p. 31-40.

FRANCO, Maria Amélia (2003): Pedagogia como ciência da educação. Campinas: Papirus.

GOERGEN, Pedro (2010): Teoria e ação no gt educação ambiental da ANPED: partilhando algumas suspeitas epistemológicas. Pesquisa em educação ambiental, São Carlos, v. 5, n. 2, p. 9-30.

GUIMARÃES, Mauro (2013): A dimensão ambiental na educação, 11ª ed. São Paulo: Papirus.

LEFF, Enrique (2009): Saber Ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder, Petrópolis: Vozes.

MORALES, Angélica (2012): A formação do profissional educador ambiental: reflexões, possibilidades e constatações. 2ª ed. Ponta Grossa: UEPG.

NARCIZO, Kaliane (2009): Uma Análise Sobre a Importância de Trabalhar Educação Ambiental nas Escolas, Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, vol. 22, p.86-94.

PONTALTI, Edna (2012): Projeto de Educação Ambiental: Parque Cinturão Verde de Cianorte. Disponível em: http://www.apromac.org.br. Acesso em: 20/11/2012.

RIZZO, Marçal (2007): A recomposição das matas ciliares – Um bom exemplo que vem de Pedro Gomes (MS). Revista eletrônica da Associação dos Geógrafos Brasileiros–Seção Três Lagoas - MS, V 1 – n. 6 - ano 4, p.103-125.

TOZONI-REIS, Marília (2008): A inserção da educação ambiental na escola. Boletim TV Escola, v. 01, p. 46-54.

SATO, Michèle (2002): Educação Ambiental, São Carlos: Rima.

SILVA, Salatiel e JERÔNIMO, Carlos (2012): Educação ambiental, uma questão de “sobrevivência”: estudo de caso para o município de Bom Jesus,RN. Monografias Ambientais. Santa Maria, v 9, n 9, p.1992-2009.

SOUZA, Paulo Vitor (2014): Trajetória da construção de um projeto interdisciplinar na escola: em foco a educação ambiental. Dissertação de mestrado em ensino de ciências e matemática, Universidade Federal de Uberlândia. Brasil.

UNESCO (2014): Década das Nações Unidas da Educação para um Desenvolvimento Sustentável, 2005-2014: documento final do esquema internacional de implementação.




DOI: https://doi.org/10.17979/ams.2015.2.20.1668

##plugins.generic.referral.referrals##

  • ##plugins.generic.referral.all.empty##